quinta-feira, 8 de novembro de 2018

EXCESSO DE PROTEÇÃO E CUIDADOS COM A COLUNA VERTEBRAL GERA MAIS DOR

Evidências crescentes mostram que pessoas com dor crônica da coluna inespecífica, apresentam mecanismos centrais moduladores da dor alterados.
Se você sofre de dor crônica na coluna é porque existe a possibilidade de a sua sensibilização central estar alterada. Você pode notar que solavancos, simples movimentos ou um simples toque ou massagem no local ou no corpo podem ser muito dolorosas. Mesmo atividades diárias simples podem ser excruciantes.
Indivíduos com dor persistente são legitimamente muito cautelosos e temerosos em relação à (s) parte (s) do corpo envolvida (s). Eles estão sempre atentos à ameaça de doer mais de acordo com a atividade exercida, reforçando efetivamente a ameaça da prática constante de identificá-la.
Eles podem evitar envolver a parte dolorosa do corpo diminuindo sua sua mobilidade, e às vezes podem limitar toda a atividade. 
A proposta que se segue é a de que a dor pode ser melhorada através da modificação das crenças errôneas, o que pode diminuir a catastrofização e reduzir a incapacidade associada a ela, incluindo a cinesiofobia (medo do movimento)
Quanto mais você proteger a coluna e ficar em repouso maior será a sua dor.

Luiz Sola - Movimento sem Dor
Fisioterapeuta Especialista em Dor Crônica

Acompanhe nossas Informações no Instagran - @luizsola


Nenhum comentário:

Postar um comentário