segunda-feira, 2 de abril de 2018

Qual a relação da Dor Crônica e a Sensibilização Central ?

Se você sofre de dor crônica é porque existe a possibilidade de a sua  sensibilização central estar alterada. Você pode notar que solavancos, simples movimentos ou um simples toque ou massagem no local ou no corpo podem ser muito dolorosas. Mesmo atividades diárias simples podem ser excruciantes.

Esta é uma condição angustiante, muitas vezes agravada pelas opiniões de amigos e familiares que não entendem a dor do paciente. Você pode até mesmo se questionar sobre a legitimidade de seus sentimentos, sabendo que há uma discrepância entre o estímulo e a dor que ele causa.

No entanto você não está sozinha. Esta reação foi documentada e é conhecida como Sensibilização Central. Envolve a reconfiguração, ao longo do tempo, de conexões no sistema nervoso central, levando à hipersensibilidade de receptores e feedback.

A dor crônica é causada por um fluxo consistente de sinais de perigo entre o cérebro e a medula espinhal. Quando o limite para o perigo é significativo o suficiente, seu cérebro decide que pode ser benéfico para a dor ser experimentada. À medida que este circuito segue seu curso, ele é capaz de induzir mudanças no modo como todos os estímulos são processados. Estímulo pode ser movimento, pensamentos e cognições, visões e cheiros, até memórias passadas.

Eventualmente, o sistema nervoso central pode se tornar excessivamente sensibilizado. Isso pode levar à hiperalgesia , que é o exagero da dor, assim como a alodinia , que pode tornar qualquer estimulação dolorosa.

Os efeitos da sensibilização central são muito reais e podem continuar mesmo após a cura da fonte original de dor.
A dor é real e pode ser tratadaSe você acha que está sofrendo de sensibilização central, deve saber que a dor que está sentindo é real e que existem opções eficazes de tratamento.
Exercícios aeróbicos leves podem reestruturar o sistema nervoso central  e trabalhar para treinar os receptores de forma a interpretar com precisão os estímulos.  Isso demonstrou aliviar os sintomas da dor crônica e pode até reverter os efeitos da sensibilização central.
Os programas de reabilitação da dor crônica usam um modelo biopsicossocial, incorporando fisioterapia, terapia cognitiva e medicamentos (apenas se necessário) para tratar a sensibilização central e são considerados uma das abordagens mais eficazes disponíveis.  Se a sua dor for severa, você pode achar úteis esses programas com tudo incluído.
Pronto para quebrar o ciclo de dor persistente e crônica?
Luiz Sola - Fisioterapeuta Especialista em Dor Crônica
Atua nas áreas de Neurociências, Cinesioterapia e Recursos Terapêuticos Manuais.
Cursos Específicos: Mechanical Diagnosis Treatment (MDT) – McKenzie®; Mulligan Concept®; Conceito Maitland®; Cognitive Functional Therapy® (CFT) – Abordagem Multidimensional Biopsicossocial da Dor; Osteopatia, Podoposturologia, Pold,  GDS (Chaînes Musculares et Technique),RPG, Pilates
 Terapia Crâniosacral pelo  Upledger Institute,Inc.®. 

Curso, Palestra e Atendimento 
email: sola@institutokrion.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário