sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Vícios de postura e carteiras inadequadas, tudo isso pode até prejudicar o aprendizado.



Adote posturas adequadas e incentive os seus familiares a amigos a adotá-las também. Principalmente, as crianças. Elas costumam se comportar no ambiente escolar da mesma forma que se comportam em casa.Sentar de qualquer jeito, com as costas encurvadas, ombros caídos, cabeça torta, isto é o que estamos presenciando no dia a dia no ambiente escolar. Cuidar da postura das crianças na escola não é uma tarefa fácil. Quem nunca falou para uma criança "senta direito!", "estica as costas !"? Muitas vezes essas frases tornam-se chatas por serem repetitivas, mas o esforço vale a pena, pois se desde a infância pudermos proteger nossas articulações poderemos evitar sérios problemas no futuro.Geralmente a postura está relacionada ao aspecto comportamental, estrutural e hereditário. Uma postura largada, desleixada é muito comum e  totalmente corrigível com orientações dos pais, mães e por professores em sala de aula, porém quando a criança tem uma alteração estrutural adquiridas e hereditárias como por exemplo uma escoliose (desvio lateral da coluna) entre outros problemas, devemos procurar profissionais da área da saúde para uma boa avaliação e conduta. Imagine boa parte do dia a criança ficando na postura sentada errada por longos períodos, mochilas pesadas, cadeiras e carteiras inadequadas isto com certeza vai afetar e tensionar todas a estrutura da coluna, sobrecarregando partes moles e duras como ligamentos, ossos e músculos. Talvez esteja aí a explicação para a queixa cada vez mais frequente entre a garotada se queixando de dor nas costas e desvios posturais. Embora até já existam carteiras ergonômicas, a maioria das escolas brasileiras não dispõe de móveis ajustáveis para acomodar desde o catatau até o grandalhão. Se a altura da criança não condiz com a faixa etária, a saída é fazer uma troca de cadeiras entre turmas diferentes. Quanta a maneira correta de sentar, a criança deve evitar escorregar na cadeira, o correto é sentar-se sobre os ísquios (ossinhos do bumbum), com as costas retas, bumbum próximo ao encosto e pés apoiados no chão. Quando há atividades no chão procure ficar na posição de índio, não deixe as crianças sentarem fazendo uma rotação interna do quadril e rotação interna de joelho (quando a perna, em relação ao quadril, se dirige para fora), isso prejudica as duas articulações (quadril e joelho), pois promove uma força resultante que pode danificar a cartilagem dos mesmos. O peso da mochila e material escolar deve ser equivalente a 10% do peso do corpo de quem está carregando. Procure utilizar as mochilas que tem rodinhas para puxar ou use colocando sobre um ombro e vá mudando sempre de lado, nunca use de um lado só. Se tiver armários na escola utilize-o. Esta é uma forma de reduzir o peso.
Lembrando que estas dicas devem ser usadas também no ambiente de casa.
Dr. Luiz Fernando Sola –  Fisioterapeuta responsável pelo Núcleo de Estudo da Postura e do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral do Instituto Krion.
http://www.institutokrion.com.br/

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Como tratar a dor na Coluna Vertebral.


Dores nas costas, torcicolos, inflamação nos nervos e músculos, lombalgia, protusão, problemas cervicais, lombares, hérnia de disco, espondilose, artrose. Pesquisas apontam que 80% da população apresentam ou apresentarão dor na coluna vertebral. A cada dia é desenvolvida uma infinidade de tratamentos que prometem solucionar ou, ao menos, amenizar o sofrimento dos pacientes, mas só depois de muita avaliação que os especialistas no assunto podem bater o martelo para a melhor terapia. Às vezes, opta-se pelo controle da dor por meio de medicamento, fisioterapia ou cirurgia - minimamente invasiva ou não. Porém, muitos concordam que em boa parte destes casos são tratáveis e a cirurgia é em último caso.
Hoje temos várias linhas de tratamento com fins terapêuticos, corretivos e preventivos.Terapias que trabalhem o corpo de forma global surgem nos últimos anos. Muito deles buscam tratar a causa da dor como o RPG (Reeducação Postural Global) que trabalha as desarmonias do corpo através de exercícios posturais, a Osteopatia, que são pequenos ajustes realizados no corpo através de mobilizações e manipulações para corrigir as disfunções articulares responsáveis pela dor, a Podoposturologia que é o estudo dos pés em relação a postura, onde o fisioterapeuta de acordo com análise da pisada, tipo de pé e postura, confecciona uma palmilha postural de tratamento para normalizar as alterações encontradas na coluna, e ainda a Acupuntura que busca um efeito terapêutico através do uso de agulhas em diversos pontos do corpo, além de outros métodos que trabalham os desequilíbrios corporais.
Em relação às atividades físicas voltada para coluna temos a Musculação direcionada, o Pilates que é um condicionamento físico e mental que trabalha a postura através de movimentos consciente e inteligentes. Para os casos mais graves e crônicos da coluna como as hérnias de disco, as protusões discais, onde a dor está presente a mais de 4 meses, existem mecanismos de tratamento como a tração computadorizada eletrônica, mesa de descompressão dinâmica que são aparelhos que buscam descomprimir os discos que provocam a dor na coluna e que pode irradiar para o glúteo e perna. Além disso há os exercícios específicos de estabilização, onde é utilizada um aparelho que facilita a execução e ativação dos músculos profundos da coluna, que são os grandes responsáveis por muita dores lombares e cervicais. Procure um profissional especializado e tire suas dúvidas para ver qual o tratamento mais indicado de acordo com seu problema.
Dr. Luiz Fernando Sola - Fisioterapeuta
http://www.institutokrion.com.br/