terça-feira, 5 de julho de 2016

Tratamento da Dor Lombar pelo Modelo Biopsicossocial - Em busca da funcionalidade perdida

Porque as pessoas com dor crônica na coluna vão se limitando das atividades profissionais do trabalho e lazer  ?
Será a dor  a grande vilã desta limitação ? Será que você está no caminho certo no seu tratamento ?

 
Primeiro vamos entender o que é funcionalidade corporal “Função”.
É muito comum observar que mesmo se enchendo de analgésicos ou realizando tratamentos conservadores a dor da coluna ameniza mas não passa. E se a dor não melhora a irritabilidade aumenta, a dor piora e o paciente começa a diminuir suas funções nas atividades diárias.
O termo funcionalidade, amigo íntimo da CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde), nos remete a pensar em tudo o que pode ser funcional na vida de uma pessoa: como é o dia a dia, em qual ambiente está inserido, alimentação, nível de atividade, exercício, relações interpessoais, se vai a igreja, se vai na padaria conversar com o Sr. Manoel, se tem vida sexual ativa ou se simplesmente consegue ir ao banheiro sozinho ou abaixar para amarrar o sapato,  pegar o filho ou o neto no colo. Tudo isso é funcionalidade e pode ser bem prejudicado devido a dor. Mas será que os pacientes e nós profissionais da saúde estamos preparados para lidar com esta situação ? Quais são os fatores que fazem piorar a funcionalidade além da dor  ?
Por mais que todos os profissionais de saúde se preocupem em tratar a dor, temos que analisar qual é o fator causal primário que desencadeia esta dor. Buscar e  pensar rapidamente em não deixar piorar e ganhar a função perdida é nosso desafio principal. Estratégias de movimento utilizando o modelo biopsicossocial e educação da dor  vem ganhando cada vez mais espaço nos tratamentos das dores crônicas relata o fisioterapeuta  Luiz Fernando Sola que é membro da Associação Brasileira de Reabilitação da Coluna Vertebral.
O mundo mudou e a abordagem do tratamento para dores crônicas de coluna também mudaram.
Então como agir com a funcionalidade perdida?  Não é simples assim, mas temos que :
- Colocar em prática o que não é praticado
- Procurar aquela energia extra para encarar a dor
- Entender a dor 
- Ganhar movimento no corpo
- Ser mais tolerante a dor
- Pedir ajuda profissional especializado em dor
Se o paciente precisa recuperar a funcionalidade, vocês já sabem pra onde e devem ter que ir. Remédios não recuperam a função, dão um empurrão de leve! Tratamentos para a dor não recuperam a função, mas permitem o ganho de função com menos dor. Pense nisso não tenha medo de encarar a dor, ela é uma ameaça constante que temos que entender,  dominá-la. Procure sua funcionalidade perdida. Se você acha que o repouso é a melhor solução para quem ter dor na coluna, mude, ainda há tempo.
http://www.itcvertebral.com.br/clinicas/sorocaba/

Luiz Fernando Sola – Fisioterapeuta especialista em Coluna e Dor Crônica  
Profissional responsável pelo ITC Vertebral Sorocaba e pelo Núcleo de Estudo da Dor, Postura e Pé do Instituto Krion e Membro da Associação de Reabilitação de Coluna Vertebral.

Tel. (15) 3212.4700 / 3211.2393 - ITC Vertebral / Instituto Krion
www.itcvertebral.com.br/clinicas/sorocaba/


Nenhum comentário:

Postar um comentário