sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Você tem dor nas costas ? Tracionar e esticar a Coluna Vertebral funciona ?

Você é daqueles que já tentou vários tratamentos para dor nas costas e nada dá resultado. Chega ao ponto e desespero de se pendurar ou pedir para que alguém tracione sua coluna ? 

Cuidado ! Não se desespere ! O ITC Vertebral, clínica especializada em Coluna Vertebral,  é pioneira no Brasil a utilizar métodos de tratamento por descompressão sem cirurgia para quem tem Hérnia de Disco, Protrusão Discal, Estenose, Doença Degenerativa Facetária e Dor Ciática.  A clínica utiliza um equipamento de tração computadorizada desenvolvido nos EUA chamado TRITON DTS. Estudos clínicos indicam que a terapia por descompressão utilizando estes equipamento associada a outras técnicas,  tem tido uma resposta altamente eficaz para os pacientes que sofrem destas patologias. Não é qualquer dor nas costas que pode usar este recurso. No ITC Vertebral os pacientes recebem uma análise aprofundada para determinar se realmente eles se enquadram e se estão aptas a receber esta terapia de descompressão.  Utilizamos uma metodologia de tratamento quando este tem indicação chamado RMA (Reconstrução Músculo Articular da Coluna Vertebral) que é a aplicação de um protocolo de técnicas e métodos de descompressão e tração não agressivos como todos pensam. 
O diferencial deste programa está no uso da tecnologia para promover a descompressão lenta e gradativa das estruturas intervertebrais da coluna . Para isso, o tratamento envolve as modernas mesas de tração eletrônica e de flexão-descompressão (importadas dos Estados Unidos, com eficácia comprovada cientificamente).
De tão eficiente, o programa R.M.A da Coluna Vertebral oferecido pelo ITC Vertebral se expandiu e já realizou mais de 8 mil atendimento  nas principais Cidades do País e na Europa e vem  apresentado um impressionante resultado de 87%  das resoluções do problemas de coluna.



Procure  um ITC Vertebral mais próximo de você:
Acesse nosso site: www.itcvertebral.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário