terça-feira, 15 de outubro de 2013

Dor ciática

A ciática é o termo mais comum para designar uma dor ao longo do trajeto do nervo ciático (ciatalgia).
Grande parte da população já sentiu esta dor pelo menos uma vez na vida. Frequentemente, deparam-se com situações desesperantes ao fazerem um tratamento anti-inflamatório que não resulta, pelo menos a longo prazo. Isto porque tentam combater a inflamação do nervo, quando muitas vezes a sua causa permanece.
 
Apesar de ser muitas vezes compreendida como uma patologia, a ciatalgia é apenas um conjunto de sinais e sintomas que podem ter várias causas. Os sintomas podem incluir dor do tipo choque elétrico, dormência ou perda de força/controlo do membro.
Dependendo do fator que provoca a irritação do nervo ciático, estes sintomas podem surgir em qualquer zona do seu trajeto ou mesmo em toda a sua extensão, isto é:

- Emergência a nível da coluna lombar e do sacro;
- Passa pela zona dos glúteos e piramidal;
- Continua pela zona posterior da coxa;
- Divide-se ao nível da perna num ramo posterior ou outro ântero-lateral;
- Chega por fim ao pé.

Qualquer alteração musculosquelética no trajeto do nervo ciático pode provocar uma ciatalgia. Normalmente, existe uma irritação por compressão devido a alterações estruturais que vão comprimir o nervo. Encontrando a origem da compressão e tratando a disfunção, deixa de existir irritação do nervo e os sintomas desaparecem.

Uma das causas comuns é a hérnia discal ao nível L4-L5 ou L5-S1. A hérnia consiste numa descontinuidade do disco vertebral que provoca uma saída do líquido pulposo, normalmente contido no interior do disco, para o exterior. Dependendo da direção da saída do líquido, este pode comprimir a medula espinhal ou a raiz do nervo ciático e provocar uma ciatalgia.

 

No caso de uma protusão discal, não existe descontinuidade do disco, mas sim um deslocamento do mesmo que pode provocar o mesmo tipo de compressão.

As disfunções vertebrais vão alterar o seu posicionamento e mobilidade e podem constituir também uma causa de ciatalgia. Sendo que as raízes nervosas passam por entre as vértebras, qualquer alteração pode provocar uma compressão. O mesmo acontece em disfunções do sacro, por onde também passam raízes nervosas.

O nervo ciático está intimamente relacionado com os músculos ao longo do seu trajeto. As posturas adotadas, os hábitos diários, o exercício físico desadequado ou falta de alongamento podem provocar alterações nestes tecidos. Não esquecer que estes são igualmente influenciados por disfunções estruturais. Um dos músculos que afeta frequentemente este nervo é o músculo piramidal (na zona dos glúteos). Basta existir uma contratura neste músculo para o nervo ciático ficar comprometido.
Estes são alguns dos exemplos mais frequentes, embora o mesmo se aplique às outras estruturas por onde este nervo passa.

É sempre necessário fazer uma boa avaliação, descartar outras condicionantes e encontrar a origem do problema, de forma a obter resultados eficazes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário