sábado, 8 de outubro de 2011

Baropodometria - Recurso Tecnológico que investiga sua pisada e como tratá-la.

Andar parece ser um mecanismo natural do homem. Entretanto, nem sempre utilizamos esse movimento corretamente e uma pisada incorreta pode causar sérios problemas posturais. Para avaliar como pisamos, andamos e usamos nossos pés, é utilizado um  recurso de alta tecnologia que contribui na avaliação postural, a Baropodometria Eletrônica.
Segundo o fisioterapeuta Luiz Fernando Sola, a Baropodometria Eletrônica pode ser aplicada em pessoas sadias ou portadoras de alguma patologia, seja ela ortopédica, traumatológica ou neurológica.
Para entendermos o recurso, começamos pela nomenclatura: Baro significa pressão, Podo é relativo aos pés e Metria é a referência desta avaliação. Com o exame, avaliamos a distribuição de peso ou pressão nos pés através de sensores eletrônicos que captam as diferentes pressões em pé ou caminhando”, explica Sola. Os dados coletados são enviados a um software que ajudará na interpretação dos valores coletados. Os resultados serão avaliados e relacionados com possíveis alterações posturais.
Mas funciona a avaliação? – Sola conta que existem muitas alterações de ordem músculo-esquelética como desvios posturais, inflamações nos tendões, desgastes articulares, dores crônicas na coluna, joelho e pé entre outras que podem ser tratadas corrigindo o tipo de pisada. “Este exame auxilia o profissional que trabalha com análise corporal e postural a identificar com mais precisão as alterações podais que podem interferir no funcionamento correto do corpo. Procuramos identificar estas alterações e propor soluções de tratamentos terapêuticos, preventivos e corretivos.”
A Baropodometria Eletrônica auxilia ainda a detecção de alterações ortopédicas da coluna como a escoliose, hiperlordose, hérnias discais, alterações de quadris, joelhos e as alterações típicas dos pés como pés cavos, pés planos e as patologias relacionadas como esporão de calcâneo, fascite plantar e tendinites.
“Todos estes sistemas podem ser afetados quando há um desequilíbrio nos pés”, conta o fisioterapeuta.
Diante dos resultados traduzidos por esses softwares, sua interpretação determinará o tratamento para a melhora da geometria postural. Entre os mais indicados estão o reforço muscular, alongamentos, reeducação postural, relaxamento terapêutico de músculos tensos, treino de resistência da região da cintura pélvica, palmilhas posturais personalizadas ou mesmo uma melhor indicação para aumento da performance no esporte praticado pelo indivíduo. “O exame agiliza e facilita a reabilitação da saúde das pessoas”, explica Sola.
Informações onde encontrar esta avaliação.
 www.institutokrion.com.br/palmilhas/locaisDeAtendimento.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário